Câncer de Pele

cancer pele melanoma

Câncer de Pele

Denomina-se câncer de pele o crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. O principal fator de risco no desenvolvimento desta enfermidade é a exposição solar crônica. Por sua vez, a exposição aguda leva ao aparecimento de queimaduras e pode gerar bolhas, sendo estas, fatores de risco no desenvolvimento de câncer de pele.

cancer de pele

Pessoas com história de queimaduras solares na infância têm um risco maior de desenvolver melanoma. Além das bolhas, outras lesões de pele podem levar ao surgimento do câncer como ceratose actínica, radiodermite, úlceras crônicas, cicatrizes, corno cutâneo, entre outras. Toda lesão pré-existente que sofrer alguma alteração deve ser prontamente examinada por um médico dermatologista.

Os principais tipos são o carcinoma basocelular (CBC), o carcinoma espinocelular (CEC) e o melanoma, sendo este último o mais perigoso dos tumores de pele.

Melanoma

O melanoma é um câncer de pele bastante agressivo, com tendência a gerar metástases, isto é, as células se implantarem em outros lugares do corpo gerando mais um tumor, se não for diagnosticado e tratado nas fases iniciais.

cancer pele melanoma

Sintomas de câncer de pele

O reconhecimento destes pode ser feito através de exame físico e dermatoscópico, feitos por um dermatologista. O dermatologista está na linha de frente na prevenção, diagnóstico, tratamento e seguimento dos cânceres da pele.A dermatoscopia digital é um exame complementar de suma importância no diagnóstico das lesões melanocíticas, também conhecidas como “pintas”. Com a realização da dermatoscopia, o dermatologista tem maiores condições de avaliar estas lesões e discernir entre uma lesão benigna e uma maligna, e lesões que estão em processo de alteração como os nevos displásicos.

Sua importância tem aumentado nos últimos anos, pois com ele conseguimos fazer um diagnóstico rápido, esta podendo chegar a 90% de chance quando o exame é realizado por profissional habilitado e experiente.O exame físico também pode ser realizado pelo paciente através da busca por sinais perigosos ou manchas escuras e também pelo auto-exame o ABCD do melanoma:

O câncer de pele é completamente curável quando tratado em seus estágios mais precoces.

A prevenção é feita através do uso de protetores solares. O protetor solar deve ser usado em todas as partes do corpo expostas ao sol, sendo reaplicado a cada 2 horas. A Sociedade Brasileira de Dermatologia recomenda que todas as medidas de proteção sejam adotadas na exposição ao sol: uso de chapéus, camisetas e protetores solares. Também deve ser evitada a exposição solar entre 10 e 16h (horário de verão). É importante ressaltar que as barracas usadas na praia sejam feitas de algodão ou lona, que absorvem 50% da radiação ultravioleta. As barracas de nylon formam uma barreira pouco confiável: 95% dos raios UV ultrapassam o material.

Câncer de Pele Tratamento

Câncer de Pele Tratamento

O arsenal terapêutico do dermatologista consiste na remoção cirúrgica do tumor com margem de segurança adequada e terapia fotodinâmica. Sendo esta uma forma de tratar lesões pré-malignas e pequenos tumores sem a necessidade de remoção cirúrgica. A sua indicação se dá principalmente para pessoas idosas e pessoas que se preocupam com o resultado estético, desde que seu tumor tenha características para a cura neste tratamento.

Nos indivíduos muito claros ou com história familiar de câncer de pele (principalmente melanoma), um exame de rotina por dermatologista experiente sempre deve ser realizado. Este “check-up” pode ser feito anualmente ou semestralmente de acordo com a necessidade.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *