Pele Oleosa

tratamento pelo oleosa

Problemas com a Pele Oleosa?

A pele oleosa é um grande problema para muitos de nós. Por que nossa pele exala óleos mais do que os outros e é um grande mistério para os sofredores. A pele que atrai mais sujeira é mais propenso a acne. Tem o aspecto brilhoso e ajuda a criar  todos os tipos de problemas estéticos. Por que temos esse tipo de pele? Podemos fazer alguma coisa para eliminar esse problema para sempre? Vamos descobrir.

pele oleosa

Porque a Pele produz óleos?

Nossa pele produz sebo. Este sebo é feito principalmente de lipídios. O sebo protege-nos de infecções microbianas e mantém a nossa pele úmida. Junto com sebo, produzem também o suor. Nossa pele também lançam as células mortas na pele. Todos estes elementos combinam e formam uma camada sobre a pele. Aqueles que têm pele oleosa, produzem mais sebo. Os hormônios ativam principalmente a produção de sebo e alguns de nós são geneticamente condicionado a produzir mais óleos. Você deve conversar com o seu médico se alguma coisa pode ser feita com os hormônios.

Cuidados com a pele

Para gerenciar a pele a única maneira comum é usar produtos livres de óleo. Lave o rosto pelo menos duas vezes ao dia com sabão. Use papéis de blotting que são muitos bons para esse tipo de pele. Use mais de produtos em pó. Adstringentes irão remover grande quantidade de óleo. Cuide de sua pele oleosa porque você vai ter menos rugas do que aqueles que têm pele seca. Eles vão invejar você depois de alguns anos.

tratamento pelo oleosa

Só quem tem a pele oleosa sabe o quanto é difícil cuidar desse tipo de pele. A oleosidade deixa a pele com muito brilho, ocasionando cravos e espinhas que a deixa com o aspecto de mal cuidada. Existem pessoas que possuem oleosidade apenas nas zonas T do rosto, que é composta por testa, nariz e queixo, fazendo com que essas regiões sejam mais propícias para o desenvolvimento de cravos e espinhas. Porém se a pele oleosa não tiver os cuidados necessários a oleosidade pode aumentar e passar para outras áreas do rosto. Por isso veja algumas dicas de cuidados com a pele oleosa, para mantê-la mais saudável e reduzir a oleosidade excessiva.

Pela manhã:

-Todos os dias lave bem rosto com um sabote neutro ou um sabonete específico para peles oleosas.
-Depois de enxugar bem o rosto com uma toalha limpa (use uma toalha de rosto somente para você) passe uma loção adstringente para limpar os poros e tonificar a pele.

-Se for ficar em casa passe um hidratante especifico para pele oleosa, mas evite o excesso. Mas se for sair faça sol ou faça chuva, passe um protetor solar no rosto para proteger a pele de manchas e do envelhecimento precoce.

Durante o dia:

Em dias de muito calor a pele tende a ficar ainda mais oleosa, por isso leve com você alguns lencinhos umedecidos descartáveis para tirar a oleosidade. Outra dica, em dias muito calor lave o rosto também na parte da tarde com um sabonete neutro e passe novamente o tônico adstringente. Já no inverno é recomendado lavar o rosto duas vezes ao dia, ou seja, pela manhã e antes de dormir.

Antes de dormir:

Antes de dormir é muito importante fazer a limpeza da pele, pois ela ficou a exposição de fatores externos durante o dia. Por isso mais uma vez lave o rosto com o mesmo sabonete neutro e em seguida passe o tônico adstringente para fechar os poros, assim a pele vai ficar menos oleosa durante a noite.

Mas mesmo tomando todos os cuidados com a pele, se ela ainda continuar muito oleosa com cravos e espinhas, procure um bom dermatologista para que ele possa avaliar melhor a sua pele e passar um tratamento especifico para acabar com a oleosidade da pele.

Base para pele oleosa

Algumas dicas no vídeo abaixo de como usar base adequada para o tipo de pele oleosa.

Protetor Solar para pele oleosa

Neste vídeo abaixo apresenta dicas de marcas para usar de protetor solar para quem tem pele oleosa.

Sabonete e Hidratante para pele oleosa

Se precisas de algumas dicas sobre sabonetes e hidratantes, dê uma conferida abaixo no tutorial.

Este artigo é apenas para fins informativos. Este não se destina a ser um médico e  não é um substituto para o monitoramento médico profissional. Se tiver alguma dúvida, consulte o seu médico. Por favor, siga qualquer dica dada neste artigo somente após consultar o seu médico. O autor não se responsabiliza por qualquer resultado ou danos resultantes de informações obtidas a partir deste artigo.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *